Matriz de Santa Teresa d’Ávila está localizada na Praça Baltasar da Silveira, em Teresópolis no estado do Rio de Janeiro.[1]

Histórico

A construção da Matriz de Santa Teresa em Teresópolis (RJ), data da segunda metade do século XIX, do ano de 1855. Em 1855, na Praça Provincial, depois Santa Teresa, atual Praça Baltasar da Silveira, iniciava-se a construção da capela da Várzea, sob a proteção de Santa Claudiana depois Santa Teresa de Ávila, padroeira da paróquia e da cidade de Teresópolis. Para a construção da antiga igreja da Várzea, ou da Vargem, era conhecido uma ajuda financeira, pelo decreto de 26 de Dezembro de 1871, assinado por Jasino do Nascimento Silva, do conselho de sua majestade, o Imperador.

Foi demolida em 1927, por estar em péssimo estado de conservação e não mais atender ao grande número de fiéis. A construção da atual Matriz de Santa Teresa, foi iniciada sob cuidados do Cônego Bento Humberto Guilherme Maussem. Neste período missas e outros ofícios eram celebrados em residências particulares.

Nos anos 30, embora precariamente, começou em a nova Igreja de Santa Teresa a ser utilizada e, em 1939, falece o Cônego Bento Maussen. Seu corpo foi sepultado na igreja, atrás do altar-mor, numa mármore branco. Sobre o chão liso, encontra-se inscrições com seu nome e as datas do seu nascimento e seu falecimento. A nova matriz foi inaugurada em 1940.[1]

fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Matriz_de_Santa_Teresa